segunda-feira, 5 de julho de 2010

Menina da janela, menina do jardim



Sugestão de Música - City And Colour-Against The Grain




É eu sai da minha casinha
De menina tive vontade de ser mulher
Revelei como nunca meus sentimentos
Eu os senti tão mais intensos
Quando perguntas feitas não são respondidas
Marca mais, marca tanto quando vem pelo Tempo
Eu de mulher tive desejo de criar asas, borboleta por ai
Tive tanto medo, então fui ao jardim
Galhos me acolheram
As folhas lágrimas sustentaram
Chorei como chuva, então resolvi voltar ao chão
De borboleta mulher
Senti menina novamente, pois nada conheço
Eu enfrentei meus medos, se voltaram contra mim
Voltei a ter medo.
Então voltei a olhar tudo o que acontece
Pela janela a menina está a acompanhar a vida
dentro de seu jardim imaginário ela coloca apenas o que consegue suportar...
Menina da janela, menina do jardim.

4 comentários:

Schermak, Anna disse...

És tão intensa em seus sentimentos.
Crie Asas, voe, liberte-se.
E se puder, voe até aqui minha amiga.
Sempre que estiveres em seu jardim, concerteza vai ver uma flor que nunca morre e sempre estas ali quando precisa. Não se admire caso ela seja AZUL *-*

KiraHighlander disse...

seu talento é eminente amiga !!!

[јuṡτ] яuαṉ disse...

Olá menina do jardim, eu vim para ver o belo sorriso em sua face, vim para sentir seus sentimentos, você consegue transpassar tudo de uma maneira sublime para seu leitor, gostaria de poder reconfortá-la e ajudar, vou deixar aqui um belo vídeo que já deve conhecer, mas é nesses momentos que sempre é bom rever: http://www.youtube.com/watch?v=vlLh8K6FF8A

Beijos para a dona do mais belo jardim =)

Louyse disse...

Muito bonito seu jeito de escrever! Lindo mesmo! Adorei o poema *-*