terça-feira, 20 de abril de 2010

Quando Penso Muito

Salvador Dali



Que coisas passam em minha cabeça??
Eu faço perguntas para as milhares de perguntas que surgem, como as do tipo: O que tenho que fazer para essas dúvidas acabarem?
Por que penso tanto?
Então, me vem em mente que não adianta fazer perguntas para as tantas perguntas que surgem..
Assim, também noto que a confusão em minha mente não é devido somente a aquilo que eu penso, e sim em todos que estão ligados em mim...
Todos os dias alguém me coloca em um desafio, eu quero tanto entender a todos, não posso abraçar a humanidade, mas sei que humanidade pode abraçar o mundo.
Sinto solidão profunda quando alguém diz que não tem quem amar, mesmo eu amando com tanto fervor a tantos, mesmo eu sabendo que posso não ser amada por quem amo, mesmo sabendo que o ódio pode estar presente quando menos esperamos, mesmo sabendo que na mente de alguns a um questionamente do que é amar e sabendo mais ainda que muitos pensam que amar não tem sentido, que a evolução o tornou sem sentido.
As vezes, penso que não há perfeição, mas me deparo com os mais doces e simples acontecimentos, noto ali a perfeição que nem todos podem ver...
Os reparadores, mal olheiros, faladores, e difamadores se acham detalhistas e perfeccionistas diante de tudo e todos, estes são os maus elementos que me deparo em muitos casos...
Os bobos, os que riem muitas vezes sozinhos, os corados de rosto, os de narizes vermelhos, os que tomam o chocolate quente do outro, os que dividem uma goma de mascar, os que se encantam com a grama, os que veêm as borboletas passarem quase ao lado e ficam maravilhados com a aproximação, esses são os de tamanho GG de coração, que juntos abraçarão o mundo, que juntos se descobrirão, descobrirão que dentre muitos há poucos com tanto amor pela VIDA, vão ensinar aos muitos que amar a vida, é amar uns aos outros, se sentirão tão amados como nunca foram.
Assim sendo, as minhas respostas vão surgindo as interrogações vão sendo trocadas por exclamações sendo em frases tolas, elogios dos bobos aos mais maravilhosos, fim do ódio permanencia de amor, mesmo sabendo que não pode ser concreto, posso sorrir imaginando como seria o mundo perfeito que tanto queria estar. De pés no chão eu sempre vou fazendo o meu caminho pela grama verde a terra úmida da mais linda chuva, dos pingos mais encantados que jamais vi, eu sei que no meu jardim tudo é assim, eu abraço o mundo com o mundo em meus braços.

2 comentários:

Schermak, Anna disse...

Como alguem consegue encantar tanto com algumas palavras?
É inspirador querida Cibele!
Cada dia me encanto mais *-*
E se precisar eu te ajudo a abraçar o mundo minha maninha *-*

André disse...

Entendo bem os momentos extremamente simples e totalmente perfeitos. Às vezes fico sozinho sorrindo após alguns segundos agradáveis. =)